OEsquema

Zeitgeist, o documentário: teoria da conspiração?

Eu nunca duvidei das conspirações. Meu interesse pelas coisas que ninguém pode saber existe desde que eu me lembro. Aos 8 anos já andava com revistas sobre U.F.Os debaixo do braço. Às vezes eu tenho certeza que vim de outro planeta.

Não sou cética, mas uma coisa a faculdade de Jornalismo me ensinou: nunca acredite em nada antes de checar. Isso contribuiu enormemente na minha busca pelo conspiratório, dado que agora sou mais seletiva com aquilo que leio e em que acredito. Na busca pelas fontes, acabo pesquisando mais e as coisas ficam mais fáceis de acreditar. É um paradoxo.

Numa dessas andanças, cai na coluna do Marcelo Del Debbio, no Sedentário&Hiperativo. Lá, encontrei muita informação sobre religiões, ocultismo, sociedades secretas e todas essas coisas que descabelam pastor evangélico. Uma delas foi o Zeitgeist.

Zeitgeist: the Movie

Zeitgeist: the movie é um filme produzido em 2007. Dizem pelo Google por aí que a exibição foi proibida em diversos países, inclusive no Brasil, mas acho que é mentira porque não encontrei informação oficial acerca disso (além do mais, proibir o filme seria dizer que ele fala verdades, e isso é perigoso). No site oficial, você pode baixar o filme de graça, ou assistí-lo (com legenda em português) no Google Vídeos.

Num resumo criminoso, o documentário é o seguinte: três partes. A primeira explica porque Jesus e o Cristianismo são uma farsa, e que toda a idéia dele é na verdade uma amálgama de crenças anteriores ao Cristianismo. Beleza, meio impreciso e um pouco “superficial”, mas é compreensível, já que o filme pretende ser didático e atingir o maior número possível de pessoas. Além disso, o filme sugere que Jesus, a figura histórica, nunca existiu, e eu não acredito nisso. Mas com essa tese inicial, o autor prova a força do mito na manipulação das massas. Beleza.

Partes dois e três: aí que o negócio dá medo. O documentário mostra a farsa 11 de Setembro (eu já estou convencida de que foi tudo forjado) e como a Guerra no Iraque e outras guerras americanas são parte de um plano minuciosamente arquitetado, cujo único objetivo é controlar o mundo e catalogar com um chip todas as pessoas.

Como assim, Bial?
Como assim, Bial?

Daí você pensa: “Putiz, que paranóia. É muita viagem pra ser verdade, e se fosse, alguém já teria feito alguma coisa”. Lembre-se: é exatamente isso que eles querem que você pense.

Não custa assistir, não sem antes ligar o senso crítico. Nunca dá pra acreditar 100% em tudo, embora todas as fontes possam ser encontradas nos créditos do filme e no site oficial. Mesmo assim, se você não acreditar em nada, pelo menos deve gerar alguns questionamentos, e questionar-se nunca é ruim (só a igreja acha isso). Quanto a mim, já estou correndo para limpar meus registros online, trocar de nome e dissociar absolutamente meu “eu virtual” do meu “eu real”. O Google vai ser fundamental no controle da população e eu quero estar bem longe quando isso acontecer.

26 Comentários
por: Ana Freitas postado em: Ciência, Cinema, Crônicas, Pop, TV tags: , , , , ,

26 Comentários

Comentário por Rafael
22 de abril de 2008 às 11h31

Essa coluna do Del Debbio rulez man!
Aliás, nela ele diz que existiu um Jesus histórico sim. O cara se chamou ‘Yeshua’.

E o Zeitgeist é foda…
Hehe posts ótimos Ana, parachoques

Responder

Comentário por Rodrigo
22 de abril de 2008 às 12h29

Feriado produtivo o seu, hein Ana?
Será que vou me lembrar de assisitir isso depois?

Responder

Pingback por Terremoto em São Paulo | Olhômetro
23 de abril de 2008 às 3h20

[...] Quer dizer, que tipo de pessoa dá uma informação dessa em um depoimento para um site? “Oi, estava coçando as costas da minha mão quando percebi que tudo estava tremendo”. Não faz sentido. As pessoas realmente perderam a noção do que é privacidade, já dizia o moço no fim do Zeitgeist. [...]

Comentário por Fernando
21 de agosto de 2008 às 21h42

O Zeitgeist só engana os ignorantes. http://www.apologia.com.br/?p=67&cp=all#comments

Vejam a verdade !!!

Responder

Comentário por Rodogro
24 de outubro de 2008 às 10h24

Muito bom! E é muito engraçado que postei ontem um textículo com o título: “é o que eles querem que você pense”. hahahaahhah

Responder

Comentário por gegehreher
14 de novembro de 2008 às 21h25

o filme é muito bom, faz você pensar ! recomendo!

Responder

Comentário por Mel
17 de abril de 2009 às 22h46

Tá certo que eu nao vi o filme inteiro, mas vi a primeira parte e o começo do segundo. Quando começaram a falar sobre a possibilidade do 11 de Setembro ter sido totalmente pensado eu desisti, pq muita gente perdeu seus parentes naquele acidente, e conheço e ouvi histórias de próximos contando como foi.
Mas a amiga que tinha me indicado explicou o fim que ‘todos teremos um chip dentro de nós’ e realmente esse filme é só para quem não tem nenhum juízo. (Na minha humilde e pobre opinião!)

Responder

Comentário por Lázaro
26 de abril de 2009 às 21h55

Assisti o filme todo e realmente, para um leigo, fica parecendo que lhe enganaram a vida toda e que agora ascenderam a luz. Gente, temos q ser críticos, recomendo a todos sempre qndo ouvir alguma “verdade”, procure analisar também quem a critica pra tomar sua posição. Esse filme é mais um que usa Jesus Cristo pra ganhar muito dinheiro, como aquele da “descoberta” do seu túmulo (uma grande perca de tempo, não encontram nada) Se querem analisar as fraudes desse documentário a respeito da história de Jesus, procurem no google ou deem uma olhada aqui (se possível leiam até o fim)…
http://www.apologia.com.br/?p=67#more-67

Qnto ao 11 de setembro, tb estou quase certo que foi uma conspiração, o governo estava por traz de tudo e pos Osama como bode espiatório. A ver, segue o link do documentário loose change …

Bom, para encerrar, de fato, tal documentário é todo sobre a política de medo e distorção, não que seja tudo mentira, mas que falam algumas verdades pra levar-nos a acreditar nas muitas mentiras. Fora que ele passa uma informação desapercebida por muitos ao ver, mas que passamos a acreditar. Você pode perceber isso através da introdução sem palavras que fornece uma ligação não tão sutil de imagens do Cristianismo, dos EUA, de guerras e do ataque de 11 de setembro, e, então, o não tão sutil entrelaçamento de imagens da evolução. Esta idéia é implantada — a história evolucionária das origens necessita suplantar o “mito” cristão das origens, de uma vez por todas. Alguém poderia até dizer que este é um filme de Richard Dawkins ou de Christopher Hitchens.

Responder

Trackback por jar.io
19 de agosto de 2009 às 13h24

Eu estou na Globo, eu estou em holywood…

Eu gostaria de aprofundar sobre as redes de comunicações mundiais e suas importancias para os grandes hierarcas que governam o mundo em diversos planos
……

Comentário por Fábio
29 de agosto de 2009 às 14h25

O Zeitgeist é um filme produzido pela própria CIA, pois não tem nada haver juntar a primeira parte sobre religiões com algo tão sério quanto a derrubada do WTC planejada pelo governo paralelo que existe nos EUA,que foram eles que armaram tudo já ficou muito claro, e eles sabem disso, mas a jogada de lançar o Zeitgeist tem como objetivo fazer os religiosos , principalmente os cristãos a não acreditarem na segunda parte, quando eles veem a primeira parte eles naturalmente vão rechaçar a segunda, pois o que é falado sobre religião não passa de especulação totalmente impreciso e sem provas e logo depois mostram como foram os ataques. Realmente a CIA é inteligente, foi uma grande idéia esses filmes.

Responder

Comentário por Norberto
25 de outubro de 2009 às 13h41

Conspiração da conspiração, só melhora isso aqui….

Responder

Comentário por Fábio
23 de novembro de 2009 às 13h06

Realmente uma conspiração da conspiração, algo dificil de explicar, algo muito bem pensado, só nessa já tiram os cristãos da jogada,

Responder

Comentário por Chelli
14 de outubro de 2009 às 18h31

Só pra acrescentar no comentário do Fábio, em resposta ao primeiro comentário deste texto: “Yeshua” não é nome de um estranho “Jesus histórico”, chamamos JESUS desta forma pq somos brasileiros, porém em hebraico Jesus se escreve “Yeshua” (lê-se da mesma forma). Em grago de outra forma, em aramaico, italiano e assim por diante……não dá pra acreditar em tudo gente!!!!

Responder

Comentário por ares
27 de outubro de 2009 às 1h54

concordo que não dá pra acreditar em tudo, principalmente, religião !

Responder

Comentário por Gil
9 de dezembro de 2009 às 13h51

Ana,

O Zeitgeist é pura teoria da conspiração. Não é só ridículo como absurdo. Eu assisti o documentário e só não postei no meu blog porque encontrei uma página que explica ponto por ponto a parte do 11 de setembro, sugiro que visite:

http://www.projetoockham.org/historia_911_1.html

É interessante como as pessoas manipulam e distorcem informações para causar impacto. Temos que ser realmente céticos e ficar de olho.

Abraços

Responder

Comentário por Alan
14 de junho de 2010 às 20h56

É impressionante como as pessoas ficam melindrosas quando o assunto é religião, na minha opinião a religião é o câncer da humanidade, responsável por guerras sanguinárias. Acreditar em um livro dito “sagrado”, escrito por “santos” recheado de historinhas preconceituosas ridículas é o fim da picada. A HISTÒRIA DAS RELIGIÕES deveria ser matéria obrigatória nas escolas públicas, assim as pessoas, desde cedo, teriam o livre-arbítrio para acreditar ou não nesse monte de baboseiras.

Quanto ao 11/09, sugiro que assistam o vídeo abaixo, é a prova definitiva que foi um trabalho interno. No vídeo a BBC noticia com detalhes a queda do edifício 7, porém o prédio ainda está em pé bem atrás da reporter, imperdível:

Responder

Trackback por Lucas M. Gomes
27 de junho de 2010 às 13h15

RT @ana_freitas: Zeitgeist, o documentário: teoria da conspiração? http://bit.ly/clpE7h

Comentário por Tais
25 de dezembro de 2010 às 3h03

Ana,

Bom, caiu como uma bomba o documentário… Tive a mesma reação que vc teve.
Teoria da conspiração, eu não acredito, mas não duvido. Muitas coisas são óbvias, tristemente a crítica a esse óbvio é a aniquilação da consciência que o ser humano quer ter para não pensar que realmente estamos perdidos.

Responder

Comentário por Mauro Oliveira
5 de janeiro de 2011 às 16h28

Pessoal, o filme Zeitgeist é apenas um ensaio, procurem pelo filme Zeitgeist Addendum. Este sim vai fazer vocês pensarem. Um nova versão vai estrear em janeiro http://zeitgeist3.com.br/. O filme já fez tanta gente pensar que virou um movimento mundial http://www.thezeitgeistmovement.com/ com mais de 500.000 pessoas cadastradas no mundo todo, incluindo o Brasil.

Responder

Comentário por Klaus
16 de fevereiro de 2011 às 13h50

Se liguem…

O Movimento Zeitgiest é REAL, ele existe e está se espalhando pelo mundo todo, são milhares de pessoas de todas as nações.

*O Cristianismo é uma farsa que começou com o Imperador Constantino.
*O Sistema monetario é a própria escravização.
*A Guerra é o negocio mais rentavel do mundo!!!

A 3° Guerra mundial vem ai, mudem agora ou lutem por comida mais tardar.

Responder

Comentário por Doug
3 de maio de 2011 às 2h16

O Fernando says se basea na Bíbilia e seus chamados “livros secundários” para dismestificar e ridicularizar fatos históricos.
Alguem já leu a respeito das Caveiras de Cristal, Desenhos de Nazca, Desenhos Egípcios simbolizando “Astronaltas”, Desenhos Astecas, Maias e Incas com visões futuristicas e o que dizer destas três civilizações quanto a seu alto grau de estudo e conhecimento onde os estudiosos de hoje ainda estão descobrindo o que eles já sabiam, exemplo de algumas constelações. Como explicar tanta coincidência. Será que usando a “Bíbilia”, e garanto que muitos não sabem quem montou a primeira.
A história não mente existem varios fatos em eras diferentes, em locais longínquos, e os povos antigos não tinhão telefone nem correio.
O QUE NÃO DÁ PARA AGUENTAR É PESSOAS FAZENDO ALGO TÃO PREVISÍVEL E QUE JÁ FOI UTILIZADO TANTAS VEZES, PRINCIPALMENTE PELA IGRAJA:
RIDICULARIZAR UM FATO, TORNANDO-O INSIGNIFICANTE A PONTO DE TIRAR-LHE TODA SUA CREDIBILIDADE.
Patético, mas como está escrito na “Bíbilia”, …”conhecei-vos a verdade e ela vos libertará…..”
Coincidência ou não o famoso livro sagrado nos guia para caminhos opostos de uma crença duvidosa.

Responder

Comentário por Cloves
5 de junho de 2011 às 22h56

Conheço muito de mitologia e posso dizer que muita coisa em Zeitgeist tem sim fundamento. No entanto, ele falha ao dizer que mitos são mentiras (não são). Ele também não diz que o mito do Cristo faz parte de um arquético da antiguidade, de onde saiu todo o pensamento do messias e do filme. Fora isso, muita coisa como o paralelo entre Moisés e Sargão é sim verdadeiro, qualquer livro de história antiga bem conceituado comprova isso. Como sugere o autor do filme, o objetivo não é fazer a cabeça, mas sim desenvolver senso crítico.

Responder

Comentário por Cloves
5 de junho de 2011 às 23h00

Só retificando, o termo é arquétipo. BLZ!!!

Responder

Comentário por sid moikano
23 de agosto de 2011 às 17h54

Tudo é passageiro, as coisas vao e vem,mas a essência delas é a mesma tudo parte do mesmo lugar e volta para o mesmo lugar. por isso as nossas diferenças são insignificantes.
OBS: bomba atomica e correntes servem para a mesma coisa.
Somos todos mutantes q moram em um lugar sem cores e sem
sabores e com muita dor .
Para a sociedade somos apenas formigas operarias q tentam
morrer e matar pela vaidade passamos a vida em uma cabeça solitária .
Procuramos respostas mas por traz de cada resposta existe
uma nova pergunta q tira o sentido d toda uma vida sem sentido.
Somos apenas migalhas de um porco q foi comido e depois
cuspido e finalmente pisoteado para servirmos de comida para nos mesmos .
Seres repugnantes que nos dizem “punk fétido” aqui v n entra
La você não vai aqui você não fica, enfim
Temos artes e idéias conscientes temos acima d tudo inteligência
, a única coisa q nos falta é paciência para aguentarmos toda a guerra q é
destinada a nos
Pessoa q só querem ser livres dessa merda toda q chamam de
REGRAS ,só queremos respeito e igualdade q nos devolvam a dignidade q nos foi levada pela porra da drogas .
Por isso parei com as “Drogas” nade d TV nem domingão do Faustão
nem Silvio santos nada de REDE GLOBO nada d SBT .
Essa é aminha filosofia.
(Lucas Smanioto – Moika)

Responder

Comentário por sid moikano
23 de agosto de 2011 às 19h16

esse simbolo quase masom ai embaixo da tela q dise q vc faz parte disso

Responder

Comentário por Edison de Souza Saenz
21 de outubro de 2011 às 12h07

Zeigeist Sim e não

Gostei muito do seu comentário, bem mais realista do que Zeigeist. Acredito que eles se fanatizaram e o pior é que dizem isto de alguns evangélicos que tomam a Bíblia ao pé da letra e o fanatismo da religião em geral, ou das instituições, mas eles cometem um êrro grave quando dizem que Jesus não existe por dois motivos. Um êrro é o filosófico porque dizem que há mitos antigos exatamente como a história de Jesus e portanto, a existência de Jesus é um mito. E por outro lado, por um tipo de fanatismo porque eles são ateus, eles querem que Deus não exista e é lógico combatem a existência de Jesus.

Dizem que são acadêmicos e por isto não são acadêmicos, pelo que disse e porque não conhecem a história da Igreja Católica que desde Jesus, com São Pedro e logo depois com São Paulo continuou sua história sem nenhuma interrupção. Se eeles estudarem acadêmicamente vão notar que não houve interrupção de papas até hoje, sendo em média 8 anos de direção da Igreja Humana até os dias de hoje o que é muito pouco do que uma geração e sendo assim somente este argumento derruba qualquer hipótese de Jesus não ter existido, porque além da fé entre os católicos, está a demonstração histórica da chamada Tradição, uns passando aos outros durante toda exist~encia a convicção da existência de Cristo até hoje.

E outra coisa a fé na Eucaristia é o que mantém a hierarquia da Igreja unida, embora haja hoje muitas espiritualidades diferentes dentro da Igreja Católica como os Tradicionalistas e os Renovados. Dentre os Renovados existe uma linha exatamente como a gospel somada com a linha de libertação dos evangélicos, numa mesma corrente que chamamos de Cura e Libertação, uma linha da mais renovada e adiantada dentro da espiritualidade católica.

Não é acad~emico também o Zeigeist porque eles não só confundem na Igreja Católica a hierarquia com a Igreja Mística da qual Jesus próprio afirmou ser a Cabeça, mas quando também simula ou dá a entender que os investidores americanos, por serem protestantes, comprometem a religião como tal. Também Mahatma Gandhi, apesar de ter sido tão espiritualizado, pois saiba que até ele confundiu este ponto, ou seja, a hierarquia das igrejas, ou seja, nós os cristãos, com a Igreja de Cristo, da qual Ele é a Cabeça tanto que ele disse mais ou menos assim quando avaliou a sociedade inglesa: “Se estes são cristãos, onde não amo a Cristo”. Para ele o religioso se confunde com a religião o que é um erro de foco.

Outro grande êrro do Zeigeist é aquele a que vc se referiu achando que eles estão um pouco simplista para analisar que o acontecimento de 11 de setembro foi obra dos financistas americanos para venderem mais armas e munições, inclusive para o outro lado, como para o Irã. Acredito que não analisaram muito bem o efeito da gasolina dos aviões que desceram pela estrutura metálica dos edifícios derretendo a uma temperatura altíssima todo suporte dos dois edifícios, tanto que hoje os americanos mudaram a técnica de construção, tanto que o novo edifício a ser construido no lugar das Torres Gêmeas tem sua estrutura metálica envolvida com concreto. Isto está muito claro no novo projeto e qualquer um poderá analisar este ponto.

Mas, sou favorável quando dizem que temos que AMAR A HUMANIDADE DO QUE AMAR AS INSTITUIÇÕES, E QUE DEVEMOS SER VERDADEIROS EM TUDO O QUE FAZEMOS, ou seja, correr atrás da Verdade sempre, e é o que faço diariamente.

Responder

Deixe um comentário